Brasil ajuda a tratar moçambicanos com aids

Cem pacientes com aids em Moçambique começam nesta quinta-feira a ser tratados com oito medicamentos anti-retrovirais doados pelo Brasil, e sob a supervisão de médicos brasileiros. O programa será inaugurado no Hospital de Dia, de Maputo, capital do país, com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do ministro da Saúde, Humberto Costa.Cerca de 13% dos moçambicanos, ou 2 milhões de pessoas, estão infectados com o vírus da aids. O programa faz parte de 13 convênios firmados hoje entre Brasil e Moçambique em diversas áreas. Ainda na área de saúde, o Brasil também vai ajudar Moçambique a montar uma fábrica de remédios genéricos.Os convênios incluem também a prorrogação de um projeto de alfabetização de jovens e adultos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.