Brant suspende sessão por causa da polícia no Congresso

A presença de policiais da Tropa de Choque nas dependências do Congresso provocou protestos de deputados da comissão especial da reforma da Previdência e levou o presidente da comissão, deputado Roberto Brant (PFL-MG), a suspender a sessão. Tanto deputados da oposição quanto da base governista pediram a Brant para que providenciasse a retirada da polícia. Brant, após um telefonema, informou que o presidente da Câmara, João Paulo Cunha, não havia autorizado o ingresso de policiais nas dependências do Congresso e que estava sendo providenciada a retirada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.