Bradesco: doações são para comitês, não candidatos

As contribuições durante as campanhas eleitorais são dirigidas aos comitês de campanha dos partidos, aos quais cabe distribuir os recursos segundo critérios próprios, nos quais o doador não tem qualquer influência. A explicação foi dada pelo Bradesco, quando procurado para comentar os dados do TSE. De sua parte, a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) diz não se envolver nas doações feitas por bancos a candidatos nas campanhas eleitorais. Segundo a entidade, essa é uma decisão interna de cada empresa do sistema financeiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.