Botafogo deve ser nomeado embaixador na Argentina

O representante da Presidência da República para o Mercosul, José Botafogo Gonçalves, deverá ser o próximo embaixador do Brasil na Argentina. Sua nomeação ainda não foi oficializada, mas já é dada como certa no Itamaraty. Botafogo ocupará a vaga deixada pelo embaixador Sebastião do Rego Barros, recém-nomeado presidente da Agência Nacional do Petróleo (ANP).Tido como um negociador "duro" pelos colegas argentinos, paraguaios e uruguaios, Botafogo deverá assumir o cargo num momento delicado para o Mercosul. Há três semanas, quando negociava em Buenos Aires as propostas conjuntas do bloco a serem apresentadas à União Européia, Botafogo foi orientado a interromper o diálogo e retornar ao Brasil. O presidente Fernando Henrique Cardoso havia ficado irritado com as críticas do ministro da Economia argentino, Domingo Cavallo, ao regime cambial brasileiro.O cargo atualmente ocupado por Botafogo foi criado sob medida para ele. Antes de ocupar esse posto, o embaixador foi secretário-executivo da Câmara de Comércio Exterior (Camex). Também foi ministro da Indústria e Comércio, por indicação do PPB.Ele é defensor da tese de transformar o Mercosul em uma grande plataforma integrada de exportações. Ele é bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais pela PUC do Rio de Janeiro e entrou para a carreira diplomática em 1960. Mercosul é um tema ao qual tem-se dedicado há pelo menos uma década.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.