Bornhausen votaria em Itamar, diz presidente do PMDB

O presidente nacional do PFL, senador Jorge Bornhausen (SC), afirmou hoje ao presidente nacional do PMDB, senador Maguito Vilela (GO), que não teria dificuldades em votar no governador de Minas Gerais, Itamar Franco (PMDB), na corrida presidencial de 2002. "Ele disse que cada partido escolherá, livremente, seu candidato e que não tem problema nenhum, para o PFL, que o escolhido seja Itamar", confirmou Vilela, depois de receber Bornhausen no gabinete hoje, um dia depois de os presidentes estaduais do PMDB decidirem lançar o candidato do partido em setembro.Segundo o senador pefelista, nem mesmo o fato de o governador sustentar um discurso antigoverno e contra o presidente Fernando Henrique Cardoso é obstáculo. "Uma candidatura da base não é problema de discurso, mas do que se planeja fazer no quadriênio 2002/2006", argumentou Bornhausen. "Não vou estar discutindo o governo Fernando Henrique, mas o que fará o próximo".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.