Bornhausen não faz reparos às demissões

O presidente nacional do PFL, senador Jorge Bornhausen (SC), em pescaria no litoral catarinense, já foi informado da demissão dos dois ministros do partido ligados ao senador Antonio Carlos Magalhães. Bornhausen reafirma a qualidade e o grande trabalho realizado pelos ministros Rodolpho Tourinho (Minas e Energia) e Waldeck Ornélas (Previdência), mas não faz reparos à decisão presidencial. "No regime presidencialista cabe ao presidente escolher, colocar e tirar os seus ministros no momento em que julga oportuno fazê-lo. Eu, como presidente do PFL, aguardo, conforme combinado com o presidente Fernando Henrique, seu chamado para que eu possa conhecer os rumos de seu governo nos dois anos finais de mandato e possa levar as informações à reunião da Executiva Nacional do partido no dia 8".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.