Bornhausen diz que Lula deve desculpas ao País

O presidente nacional do PFL, senador Jorge Bornhausen (SC) disse que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva deveria ir à televisão para pedir desculpas a seus eleitores, já que se elegeu com um discurso de inteira oposição ao governo Fernando Henrique e agora está fazendo exatamente o mesmo que seu antecessor. "Ele foi eleito pregando mudanças fundamentais na economia e na política econômica e está praticando a mesma política, sem qualquer dificuldade e sem mesmo dizer que estava errado. Jogou seu discurso no lixo", afirmou o senador pefelista em entrevista ao programa Canal Livre, da Rede Bandeirantes. Para ele, essa política não vai dar certo, porque está levando o País para a recessão e para o aumento do desemprego.Carga tributáriaAs maiores críticas de Bornhausen foram endereçadas à carga tributária pretendida pelo governo petista com suas reformas e garantiu que seu partido não endossará qualquer mudança na legislação trabalhista. "A fúria arrecadatória do PT é uma coisa fantástica", disse. "Não votaremos reforma trabalhista para tirar direito do trabalhador." Em sua opinião, a primeira das reformas deveria ser a política, a fim de introduzir a fidelidade partidária, o que facilitaria, segundo entende, a aprovação das demais reformas. O senador queixou-se da "cooptação" que vem sendo feita pelo Palácio do Planalto de parlamentares de outros partidos, especialmente o PFL, que perdeu 10 deputados para partidos da base governista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.