Bornhausen disputa o Senado na última hipótese

O presidente nacional do PFL, senador Jorge Bornhausen (SC), confirmou hoje que, com o aval da bancada, está buscando um candidato para disputar a presidência do Senado. Ele disse que disputaria o cargo numa última hipótese. "Presidente de partido tem este ônus e minha posição é ser o guardião da unidade. Estamos procurando os 33 votos e não nomes", disse, acrescentando que está conversando com todos os senadores para encontrar uma alternativa que reúna 33 votos considerados suficientes para ganhar a eleição da próxima quarta-feira.Apesar da posição pefelista no Senado, Bornhausen explicou que continua dando prioridade à candidatura do deputado Inocêncio Oliveira (PFL-PE) à presidência da Câmara. Pelos seus prognósticos, o líder do PFL ficaria na frente no primeiro turno e disputaria com vantagem o segundo.Para o presidente do PFL, a situação do partido é tranquila, o que permitirá que, no Senado, a bancada tome qualquer posição sem que isso signifique problemas políticos. "Nós nunca assumimos compromissos com ninguém no Senado e por isso não estaremos em falta com ninguém", ressaltou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.