Bombeiros controlam incêndio na Câmara dos Deputados

Bombeiros informaram que foi controlado o incêndio que atingiu a Câmara dos Deputados na noite desta segunda-feira. Diferentemente do que foi informado inicialmente, o fogo começou em papéis que estavam na lixeira de um dos banheiros. Os bombeiros que trabalham no prédio chegaram a pedir reforço ao Quartel dos Bombeiros do Distrito Federal, porque o fogo havia chegado também ao Salão Negro. Um sargento integrante da equipe de reforço, depois de ajudar no combate ao fogo, afirmou que ainda é cedo para se falar da extensão do incêndio e que somente depois que for realizada uma perícia será possível saber se foi acidental ou proposital. O sargento disse que, se o início do fogo foi realmente em uma lixeira de um dos banheiros, é "coisa normal." "A fumaça engana. Dá a impressão de que o fogo é maior do que é".Um funcionário se intoxicou com fumaça e foi retirado e levado a um hospital.Os bombeiros reclamaram da vulnerabilidade da Casa a esse tipo de acidente por causa da dificuldade de acesso de veículos e equipamentos ao interior do prédio. Eles tentaram entrar com um caminhão pela garagem, mas não há altura suficiente para a passagem do veículo. Os bombeiros tiveram que descer do caminhão e entrar correndo, carregando extintores manuais, de menor alcance e menos eficientes. Somente uma caminhonete da corporação conseguiu entrar na garagem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.