Gabriela Biló/Estadão
Gabriela Biló/Estadão

Bolsonaro vai a serviço médico; Presidência não informa motivo

Presidente disse à emissora CNN que foi diagnosticado com cálculo renal e teria que passar por nova cirurgia

Redação, O Estado de S.Paulo

31 de agosto de 2020 | 22h46

O presidente Jair Bolsonaro esteve no serviço médico da Presidência da República, no Palácio do Planalto, no fim da tarde desta segunda-feira, 31, por cerca de meia hora. O motivo da consulta não foi oficialmente informado.

À emissora CNN, Bolsonaro disse que foi diagnosticado com um cálculo renal e, por isso, teria de passar por uma cirurgia em setembro.

A Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom) confirmou que o presidente esteve no serviço médico após o expediente, mas, apesar do questionamento da reportagem, não revelou o motivo.

Ao conversar com apoiadores quando retornou ao Palácio da Alvorada, Bolsonaro contou que se sentia “cansado”.

Pela manhã, o presidente manteve os compromissos previstos em sua agenda. Às 9h, recebeu o núncio apostólico, dom Giovanni d'Aniello. Depois, teve audiências com os ministros Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo), Paulo Guedes (Economia), Onyx Lorenzoni (Cidadania), André Mendonça (Justiça e Segurança Pública), Fernando Azevedo (Defesa) e com parlamentares.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.