Gabriela Bilo/Estadão
Gabriela Bilo/Estadão

Bolsonaro faz exames para investigar câncer de pele

‘Com 64 anos de idade algumas coisas começam a falhar’, diz o presidente, que passou por procedimento para retirada de sinal na orelha

Emilly Behnke, O Estado de S.Paulo

11 de dezembro de 2019 | 19h02
Atualizado 11 de dezembro de 2019 | 20h36

BRASÍLIA – O presidente Jair Bolsonaro realizou nesta quarta-feira, 11, procedimento dermatológico no Hospital da Força Aérea Brasileira (HFAB). Em fala no Palácio da Alvorada, ele comentou sobre a possibilidade de um câncer de pele. “Foi rotina. A possibilidade de câncer de pele existe”, disse.

Com o curativo na orelha, o presidente afirmou que está bem e que dormiu durante procedimento de “checagem”. Em nota, a Secretaria Especial de Comunicação (Secom) afirmou que Bolsonaro “apresenta boas condições de saúde, sem qualquer indicativo de câncer de pele”.  

766E3C01-53A8-483E-9B06-CCE0C7108013
Eu tenho a pele clara, pesquei muito na minha vida, gosto muito de atividade. Então, a possibilidade de câncer existe
E0EAB005-9061-4B3D-86B9-AEB61693E313
Jair Bolsonaro, presidente

O procedimento de retirada de sinal na orelha, contudo, não é motivo de preocupação e as viagens para Tocantins e Rio de Janeiro nesta quinta-feira, 12, estão mantidas. “Não sou uma máquina com 64 anos. Com 64 anos de idade algumas coisas começam a falhar.”

Na tarde desta quarta-feira Bolsonaro tinha compromisso marcado em Salvador, na Bahia, mas desmarcou por recomendação médica. “Foi questão de estafa. Eu sabia que não ia ser fácil (ser presidente)”, acrescentou. A presença do presidente era prevista para cerimônia de entrega de parte das obras da reforma do aeroporto da cidade.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Jair Bolsonarocâncer de pele

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.