Eraldo Peres/ AP
Eraldo Peres/ AP

Bolsonaro passa réveillon com a família e deseja 2020 'tão vitorioso' quanto 2019

Ele foi ao Twitter para mandar mensagem aos brasileiros; Palácio do Planalto não explicou o motivo do retorno antecipado do presidente a Brasília

Mateus Vargas, O Estado de S. Paulo

01 de janeiro de 2020 | 01h38

BRASÍLIA - O presidente Jair Bolsonaro desejou, em publicação nas redes sociais, que o Brasil "possa continuar seguindo o caminho da prosperidade" e que 2020 seja "tão vitorioso" quanto 2019. Bolsonaro passou o réveillon no Palácio da Alvorada com a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, e a filha do casal, Laura, de 9 anos.

A publicação foi feita no perfil de Bolsonaro no Twitter nos primeiros minutos deste 1° janeiro de 2020. "Estaremos, juntos, trabalhando noite e dia, para mudar o destino de nossa nação", afirmou o presidente. Familiares de Michelle acompanharam a celebração no palácio presidencial. As luzes da fachada do Alvorada foram apagadas por volta de 22h.

A equipe da segurança do presidente chegou a se preparar para uma possível ida da família Bolsonaro a uma igreja, o que não aconteceu. Às 23h59 Bolsonaro publicou "feliz 2020" nas redes sociais em caixa alta. No momento da passagem do ano não havia apoiadores do presidente em frente ao Alvorada.

Bolsonaro antecipou para terça-feira, 31, a volta de Salvador (BA) a Brasília (DF). A princípio o presidente, que viajou na última sexta-feira, 27, a Bahia, só retornaria no dia 5 à capital federal. O Palácio do Planalto não explicou o motivo do retorno.

Na Bahia, o presidente estava hospedado na Base Naval de Aratu, onde fica a praia de Inema. A primeira-dama não acompanhou o presidente e a filha Laura para a viagem de fim de ano. Na sexta, 27, Bolsonaro revelou que Michelle passaria por uma cirurgia simples, mas não detalhou qual seria o procedimento. 

“Não (Michelle não vai à Bahia), ela está com um problema de... Problema não, vai fazer uma, talvez uma cirurgia nesses dias aí”, disse ele na sexta-feira passada. Durante a passagem pela Bahia, Bolsonaro deixou a Base Naval para cumprimentar e tirar fotos com apoiadores, além de visitar pontos turísticos.

Bolsonaro chegou ao Alvorada por volta de 11h30 de terça, 31, e não falou com a imprensa. Ele recebeu os ministros da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM), e da Secretaria-Geral da Presidência, Jorge Oliveira.

O presidente decidiu com os ministros assinar medida provisória (MP) para reajustar o salário mínimo dos atuais R$ 998 para R$ 1.039. O Orçamento de 2020, aprovado no último dia 17 por deputados e senadores, previa o valor de R$ 1.031. Não há previsão de agenda oficial de Bolsonaro para os próximos dias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.