Reprodução/PMDF
Reprodução/PMDF

Bolsonaro nomeia coronel André de Sousa Costa como novo chefe da Secom

Há pouco mais de um mês, a pasta estava sob o comando interino do almirante Flávio Rocha, substituto de Fábio Wajngarten, que deixou o cargo após divergências com o ministro das Comunicações

Emilly Behnke, O Estado de S.Paulo

16 de abril de 2021 | 13h05

BRASÍLIA - O presidente Jair Bolsonaro nomeou nesta sexta-feira, 16, o coronel da Polícia Militar André de Sousa Costa como novo chefe da Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom). A troca, antecipada pelo Estadão, foi oficializada em edição extra do Diário Oficial da União (DOU) de hoje. Esta é a quarta mudança no comando da área de comunicação desde o início do governo.

Há pouco mais de um mês, a pasta estava sob o comando interino do almirante Flávio Rocha, que acumulava o cargo com o de secretário para Assuntos Estratégicos da Presidência (SAE). O almirante substituiu Fábio Wajngarten, que saiu da vaga após divergências com o ministro das Comunicações, Fábio Faria. Ocupando dois cargos cobiçados no governo, Rocha preferiu ficar com a SAE quando precisou escolher.

A Secom é responsável pela liberação de verbas e gerenciamento de contratos publicitários firmados pelo governo. O coronel André Costa já coordenou a comunicação da Secretaria-Geral da Presidência à época em que Jorge Oliveira era o titular da pasta e atualmente ocupava o cargo de assessor especial do presidente Jair Bolsonaro.

Apesar de interino, Rocha contava com a permanência no cargo. No mês passado, por exemplo, ele chegou a se reunir com assessores de imprensa de todos os ministérios, no Palácio do Planalto, para avisar que passaria a ter “encontros temáticos” periódicos com a equipe, a fim de alinhar o discurso, como mostrou a Supercoluna.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.