Ueslei Marcelino/ Reuters
Ueslei Marcelino/ Reuters

Bolsonaro ironiza Eduardo Leite por revelar ser gay: 'Está se achando o máximo'

Presidente afirma que governador do RS tenta 'impor o seu comportamento para os outros' 

Gustavo Côrtes e Matheus Souza, O Estado de S.Paulo

02 de julho de 2021 | 13h35

O presidente Jair Bolsonaro ironizou o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), por ter revelado ser homossexual, ontem, em entrevista ao jornalista Pedro Bial, da TV Globo. “O cara está se achando o máximo. Bateu no peito. ‘Assumi’. É o cartão de visita para a candidatura dele”, disse a apoiadores na saída do Palácio da Alvorada  nesta sexta-feira, 2.

Bolsonaro afirmou não ter “nada contra a vida pessoal” de Leite, mas reprovou o que chamou de tentativa de “impor o seu comportamento para os outros”. O tucano foi cumprimentado por figuras de diferentes matizes político-ideológicas, como o governador de São Paulo João Doria (PSDB) e a vice da chapa de Fernando Haddad à Presidência da República em 2018, Manuela D’Ávila. 

Já o ex-deputado federal Jean Wyllys, recém-filiado ao PT, acusou o tucano de não ter criticado as posturas preconceituosas de Bolsonaro durante a campanha de 2018, quando Leite, então candidato a governador, declarou voto em Bolsonaro no segundo turno.

Tudo o que sabemos sobre:
Eduardo LeiteJair Bolsonaro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.