Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Bolsonaro fará pronunciamento na véspera de Natal e destacará medidas para enfrentar pandemia

No discurso, presidente deve agradecer ao trabalho dos profissionais de saúde no combate ao novo coronavírus

Jussara Soares e Emilly Behnke, O Estado de S.Paulo

23 de dezembro de 2020 | 16h16

BRASÍLIA - A véspera de Natal contará com uma mensagem oficial de otimismo do presidente Jair Bolsonaro. Nesta quinta-feira, 24, o chefe do Executivo fará um pronunciamento em rede nacional de rádio e TV, às 20h30, no qual deve falar sobre o desempenho do País diante da pandemia do novo coronavírus. Antes, ele também fará a sua tradicional transmissão ao vivo semanal pelas redes sociais.

No discurso oficial à Nação, Bolsonaro deve agradecer ao trabalho dos profissionais de saúde no combate ao novo coronavírus e destacar as medidas tomadas pelo governo durante a crise sanitária, apesar dos problemas enfrentados. A situação da economia será um dos pontos abordados.

Neste ano, Bolsonaro fez seis pronunciamentos em rede nacional, cinco deles sobre a pandemia. Em março, no início da crise sanitária no País, houve quatro pronunciamentos nos quais o presidente defendeu o combate à pandemia “sem pânico”, “sem histeria” e se referiu à doença como uma “gripezinha”. O chefe do Executivo fez ainda propaganda da hidroxicloroquina, medicamento sem eficácia comprovada contra o novo coronavírus.   

O presidente também fez apelos pelo retorno à normalidade com a justificativa de ser necessário tratar o vírus e o desemprego, simultaneamente. "O vírus chegou, está sendo enfrentado por nós e brevemente passará. Nossa vida tem que continuar. Os empregos devem ser mantidos. O sustento das famílias deve ser preservado. Devemos, sim, voltar à normalidade", afirmou Bolsonaro em pronunciamento no dia 24 de março.

Em declarações recentes, o presidente tem dito que o País se encaminha para o fim da pandemia. Apesar disso, o Brasil acumula mais de 188 mil mortes pela covid-19 e vivencia uma nova alta de casos da doença.

Bolsonaro passará o Natal com a família em Brasília. Ele chegará nesta tarde de São Francisco do Sul, em Santa Catarina, onde estava desde sábado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.