MAXIM SHEMETOV/ AFP
MAXIM SHEMETOV/ AFP

Bolsonaro explica por que Carlos está na comitiva a Moscou: ‘Dorme no meu quarto’

Presidente afirma que filho é ‘melhor’ que seus ajudantes de ordens; vereador é responsável pelas redes sociais do pai

Bruno Luiz, O Estado de S.Paulo

16 de fevereiro de 2022 | 20h13

O presidente Jair Bolsonaro disse que o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), seu filho 02, integra a comitiva a Moscou porque “é melhor” que seus ajudantes de ordens. “Dorme no meu quarto”, afirmou ele, em entrevista à Jovem Pan News.

Carlos é responsável pelas mídias digitais de Bolsonaro e classificado até por aliados como coordenador do “gabinete do ódio”, que ataca adversários nas redes sociais. Enquanto o vereador está na Rússia, a região serrana do Rio enfrenta fortes chuvas e deslizamentos, que deixaram ao menos 120 mortos em Petrópolis (RJ)

Até agora, na viagem a Moscou, Bolsonaro publicou oito posts no Twitter. Em um deles se comparou a D. Pedro II, “o primeiro estadista brasileiro a visitar a Rússia”, em 1876. “146 anos depois, no ano em que comemoramos 200 anos da independência do Brasil, tenho a satisfação de realizar o mesmo percurso”, escreveu Bolsonaro, um dia antes do encontro com o presidente da Rússia, Vladimir Putin. A postagem foi alvo de críticas.

Bolsonaro disse que Carlos “mexe” nas redes sociais, “prestando informações a todos” e confirmou a interferência do filho 02 no que o governo divulga. “Face, Telegram, Twitter passam pelo crivo dele. Uma pessoa que não ganha nada do governo federal. Faço questão que um dos meus filhos me acompanhe nessas oportunidades”, afirmou.

O futuro presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Edson Fachin, disse ao Estadão que a maior parte dos ataques de hackers à Justiça Eleitoral vem justamente da Rússia. “Fachin demonstra que TSE não suporta um ataque hacker”, rebateu Bolsonaro na entrevista.

Tudo o que sabemos sobre:
Jair BolsonaroCarlos Bolsonaro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.