Joédson Alves/ EFE
Joédson Alves/ EFE

Bolsonaro embarca para Roma e receberá título honorário

Presidente deixará de ir à Conferência das Nações Unidas para a Mudança do Clima (COP-26), em Glasgow, na Escócia

Eduardo Gayer, O Estado de S.Paulo

28 de outubro de 2021 | 23h28

BRASÍLIA — O presidente Jair Bolsonaro embarcou na noite desta quinta-feira, 28, para Roma, na Itália, onde participará da cúpula do G-20 e receberá um título honorário em Anguillara Veneta, cidade de seus antepassados. A comitiva de Bolsonaro inclui os ministros da Economia, Paulo Guedes, e das Relações Exteriores, Carlos França. Para cumprir a agenda, o presidente deixará de ir à Conferência das Nações Unidas para a Mudança do Clima (COP-26), em Glasgow, na Escócia, importante evento da comunidade internacional.

A Secretaria de Comunicação (Secom) do governo ainda não informou quais serão os compromissos oficiais de Bolsonaro durante a viagem à Itália. O Ministério das Relações Exteriores divulgou nota confirmando a visita ao país europeu entre os dias 29 deste mês e 2 de novembro.

A agenda do presidente da Itália, Sergio Matarella, traz, no entanto, um encontro com Bolsonaro já nesta sexta-feira, 29. Até o momento, é a única reunião bilateral do chefe do Executivo.

Nos dias 30 e 31, sábado e domingo, Bolsonaro estará com seus ministros na cúpula do G-20. No final de semana estão previstos painéis sobre saúde pública global e sustentabilidade, dois temas delicados para o governo brasileiro, criticado no exterior por falhas na gestão da  pandemia de covid-19 e por sua política ambiental.

Já na segunda-feira, 1.º, a previsão é de que Bolsonaro vá à cidade de Anguillara Veneta receber um título de cidadão local. O projeto para homenagear o presidente é de autoria da prefeita Alessandra Buoso. O deputado italiano Luis Roberto Lorenzato divulgou em suas redes sociais um convite para encontro com Bolsonaro às 12 horas, pelo horário local.

O retorno ao Brasil está previsto para 2 de novembro, de acordo com o Ministério das Relações Exteriores.

Ao cumprir a agenda na Itália, Bolsonaro será representado na COP-26 pelo ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite. “É uma estratégia nossa”, disse Bolsonaro nesta quarta-feira, 27, em entrevista à TV A Crítica. O evento é bastante esperado pela comunidade internacional e contará com a presença de importantes líderes mundiais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.