Celso Jr./Estadão e Igor Estrela/Estadão
Celso Jr./Estadão e Igor Estrela/Estadão

Bolsonaro diz ter 'muito em comum' com Ciro Gomes

'Nossa defesa é pelo Brasil, mas pecamos às vezes pelas palavras que dizemos', afirmou o deputado a rádio cearense

Lauriberto Braga, especial para o Estado

25 de outubro de 2017 | 23h04

FORTALEZA - O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) elogiou nesta quarta-feira, 25, o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) e disse que os dois têm “muito em comum”. Os dois se colocam como pré-candidatos e podem disputar a Presidência da República no próximo ano. A declaração foi dada em entrevista a uma rádio cearense.

+++ 'Ninguém vai sair de paletó limpinho' da eleição, diz Ciro

“No Ceará tem um ex-governador que me critica e fala que não concorda nada de mim”, disse Bolsonaro. “Temos muitas coisas em comum. Nossa defesa é pelo Brasil, mas pecamos às vezes pelas palavras que dizemos. Ele uma vez perdeu a eleição presidencial porque falou que a missão mais importante da mulher era dormir com o marido. Qualquer palavra nossa, que somos pré-candidatos, o mundo cai em nossa cabeça”, afirmou Bolsonaro à Rádio Assunção.

+++ Bolsonaro faz sigla ecológica abandonar causa ambiental 

Na semana passada, Ciro foi criticado por ser machista ao dizer que o “momento é de testosterona”, comentando a possível candidatura de Marina Silva (Rede). Em 2002, quando se lançou à Presidência, o ex-governador cometeu uma gafe ao dizer que sua então mulher, Patrícia Pillar, tinha “um dos papeis mais importantes” na campanha, que era “dormir” com ele.

+++ Ciro diz que 'momento é de testosterona' ao falar de pré-candidatura de Marina

Ciro já chegou a dizer que Bolsonaro era “mais íntegro” do que tucanos e, na terça-feira, 24, afirmou que os votos do deputado devem migrar para ele em 2018.

+++ Bolsonaro comete gafe e diz que Uberlândia é em SP

Na entrevista, Bolsonaro também aproveitou para criticar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) - que também pretende se lançar à Presidência em 2018. 

“Está polarizado entre o lado Lula e o outro lado, eu. Mas Lula não sabe de nada e vem sendo hostilizado em Minas e não está conseguindo falar nada”, disse o deputado.

Lula está em caravana pelo interior mineiro. Últimas pesquisas de intenção de voto divulgadas mostram o ex-presidente em primeiro lugar e Bolsonaro, em segundo. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.