Antonio Cruz/ Agência Brasil
Antonio Cruz/ Agência Brasil

Bolsonaro diz que Villas Boas garantiu ‘liberdade e democracia’ em momento ‘crítico’ do País

Em evento militar, presidente elogia ex-comandante do Exército, que, em 2018, usou as redes sociais para criticar discussão no STF sobre liberdade do ex-presidente Lula

Mateus Vargas, O Estado de S.Paulo

30 de agosto de 2019 | 22h33

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou nesta sexta-feira, 30, que o general Villas Boas, ex-comandante do Exército, agiu em silêncio durante momento “crítico” do Brasil, quando teria garantido “liberdade e democracia”. “A história sabe disso”.

Em 2018, quando o STF discutia a possibilidade de um habeas corpus que poderia evitar a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o militar usou as redes sociais para criticar a discussão na Corte: “Nessa situação que vive o Brasil, resta perguntar às instituições e ao povo quem realmente está pensando no bem do País e das gerações futuras e quem está preocupado apenas com interesses pessoais?". 

Em seguida, Villas Boas escreveu: “Asseguro à Nação que o Exército Brasileiro julga compartilhar o anseio de todos os cidadãos de bem de repúdio à impunidade e de respeito à Constituição, à paz social e à Democracia, bem como se mantém atento às suas missões institucionais.”

O presidente discursou por pouco mais de 2 minutos em evento sobre aniversário de 41 anos do Colégio Militar de Brasília. Ele afirmou que o colégio mantém “disciplina” e cultiva valores e tradições. “O que tira homem ou mulher da cegueira ou situação difícil é conhecimento. Aqui vocês têm o conhecimento Até porque aqui existe hierarquia e disciplina”, disse Bolsonaro.

Notícias relacionadas
    Tudo o que sabemos sobre:
    Eduardo Villas BoasJair Bolsonaro

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.