Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Bolsonaro diz que 'anda namorando' o PSDC de Eymael

Deputado alega que partidos grandes estão 'enrolados em denúncias' e que sempre admirou o democrata cristão

Gilberto Amendola, O Estado de S.Paulo

18 de julho de 2017 | 15h31

O deputado Jair Bolsonaro (RJ) afirmou nesta terça-feira, 18, que está de saída do PSC e que "anda namorando" outra legenda, o PSDC, presidida por José Maria Eymael (SP). Com a divulgação da mais recente pesquisas do DataPoder360, em que Bolsonaro aparece em empate técnico com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ( Lula 26%; Bolsonaro 21%), a procura por outra legenda intensificou-se. "Com a Lava Jato e tudo mais, não adianta eu entrar para um partido grande e enrolado em denúncias. Estou a procura de um partido que não tenha esse tipo de problema", disse Bolsonaro. Eymael obteve 61.233 votos como candidato ao Palácio do Planalto pelo PSDC, em 2014.

Bolsonaro chegou a conversar com o Muda Brasil, partido que ainda depende de decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mas teme que a legenda não consiga se concolidar antes do prazo legal (um ano antes da eleição). "Com as redes sociais, uma campanha não precisa, necessariamente, ter muito tempo de TV. Acredito também que com 22% das intenções de votos estaria garantido no segundo turno", afirmou.

Sobre o PSDC, Bolsonaro declarou que "sempre" teve adminração por Eymael. "Acompanho desde o tempo da Constituinte (1988)", disse. Bolsonaro calcula que essa decisão deva sair até o final de agosto. "Procuro um partido honesto, patriota e cristão", completou.

Já o PSDC não parece demostrar grande empolgação com a possibilidade. O vice-presidente do partido, Rubens Pavão, conta que a "tendência da legenda" é ter candidato em todas as eleições majoritárias e que o nome natural do partido para concorrer à Presidência da República seria o de sempre: José Maria Eymael. O presidente da sigla está em viagem e não pôde ser contatado pela reportagem.  O PSDC, no entanto, dilvulgou uma nota oficial após a reportagem do Estado (leia abaixo):

NOTA OFICIAL

A Comissão Executiva do Diretório Nacional do PSDC, Partido Social Democrata Cristão, face às noticias publicadas pela imprensa nacional, de que o Deputado Federal Jair Bolsonaro, tem manifestado interesse em manter entendimentos com o PSDC, visando ser candidato à Presidência da República em 2018, pela legenda, vem através desta Nota Oficial informar que:

* Não existem esses entendimentos e não há interesse da Democracia Cristã em relação a eles.

*   A Democracia Cristã terá candidato próprio a Presidente da República nas Eleições Gerais de 2018.

*   O nome do Pré – Candidato do Partido a Presidente da República, entre os seus atuais filiados, será indicado no 7º Congresso Nacional a ser realizado em 5 de Agosto de 2017, em Curitiba - PR.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.