Gabriela Biló/ Estadão
Gabriela Biló/ Estadão

Sem máscara, Bolsonaro faz passeio de moto em Brasília e cumprimenta apoiadores

Nos diversos pontos que o presidente visitou, a maioria das pessoas que se aproximaram dele também não usava máscara para prevenção ao coronavírus

Marlla Sabino e Gabriela Biló, O Estado de S.Paulo

10 de janeiro de 2021 | 10h53
Atualizado 10 de janeiro de 2021 | 12h33

BRASÍLIA - O presidente Jair Bolsonaro fez um passeio de moto por Brasília neste domingo, 10. O chefe do Executivo deixou o Palácio da Alvorada por volta das 9h43, parou em diversos pontos da capital e falou com apoiadores. O presidente não usou máscara de proteção contra a covid-19 em nenhum momento.

A primeira parada foi na Torre de TV Digital de Brasília, nas proximidades do Paranoá, a cerca de 30 km da residência oficial. Depois, o presidente parou em um campo de terra e cumprimentou jogadores que participavam de um jogo de futebol. O presidente também tirou fotos com apoiadores que se aproximaram.

Nos diversos pontos que Bolsonaro visitou, a maioria das pessoas que se aproximaram do presidente também não usava máscara para prevenção ao coronavírus. De acordo com os dados do Ministério da Saúde divulgados ontem, o País já registra 202.631 óbitos pela doença e um total de  8.075.998 de contaminados.

O presidente também parou em um posto da Polícia Rodoviária Federal. Durante todo o trajeto, a equipe de segurança do presidente não deixou a imprensa se aproximar. Os seguranças tentaram impedir perguntas de repórteres ao presidente, mesmo estando em locais públicos. "Apenas imagens", disse um deles.

Antes de voltar ao Alvorada, o presidente parou ainda em um quiosque na beira do Lago Paranoá. Novamente sem máscara e acompanhado de seguranças, Bolsonaro causou aglomeração para tirar fotos. Ao chegar ao Palácio, o presidente não falou com a imprensa, mas conversou com apoiadores.

Mais cedo, Bolsonaro conversou com uma criança que o esperava na saída do Alvorada. A menina, de 8 anos, afirmou que os pais votaram nele em 2018 e pediu que o presidente gravasse um vídeo para a irmã que, segundo ela, é fã do presidente.

"Fiquei sabendo que você convenceu seus pais a votarem em mim em 2018. Então, quero agradecer todo esse apoio, toda essa consideração e todo empenho seu. O que eu espero, graças a Deus, quando eu deixar o governo lá na frente, deixar um Brasil bem melhor para você, para tua irmã, e para tuas coleguinhas, ok? Um beijo", disse Bolsonaro.

O vídeo publicado nas redes sociais mostra apenas esse trecho da conversa de Bolsonaro com os apoiadores.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.