Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Bolsonaro defende reduzir número de deputados de 513 para 400

Candidato à Presidência afirma, em entrevista à Band, que a Câmara poderia ter 20% parlamentares a menos

Fábio Grellet, O Estado de S.Paulo

23 de outubro de 2018 | 22h32

RIO - O candidato a presidente da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, defende a redução do número de deputados federais dos atuais 513 para 400, segundo afirmou em entrevista concedida à TV Bandeirantes e veiculada nesta terça-feira, 23. "Você baixar 20%, de 513 para 400, é um bom número", afirmou.

Bolsonaro também defendeu o fim da reeleição: "Eu botaria na balança o fim do instituto da reeleição". Questionado sobre a ampliação do mandato presidencial dos atuais quatro para cinco anos, ele afirmou ser uma ideia "bem-vinda": "Você pode estudar, mas não começaria comigo. Não posso fazer nenhuma proposta em que eu seria beneficiado".

Bolsonaro afirmou que vai estudar a privatização das empresas públicas caso a caso. "Aquelas que são onerosas, aquelas que encontram similares na iniciativa privada, essas daí você vai privatizar ou até mesmo extinguir. As outras você tem que analisar o modelo. Tem uma pequena parte que seria estratégica", afirmou. "Faremos o melhor para o Brasil sem prejuízo aos funcionários e aos acionistas", garantiu. Bolsonaro afirmou que os Correios "podem entrar nesse radar da privatização".

Ele defendeu a necessidade de uma reforma da Previdência, mas "não a do (atual presidente Michel) Temer".

O candidato do PSL reiterou críticas ao PT e afirmou que está tomando cuidados para evitar novos atentados, como aquele de que foi vítima em setembro. "Tenho que (me) preservar, tomar cuidado para não sofrer um novo atentado, que existe a possibilidade sim", afirmou. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.