Adriano Machado/Reuters - 18/7/2019
Adriano Machado/Reuters - 18/7/2019

Bolsonaro confirma investigação sobre ameaça de grupo com plano de matá-lo

'O risco de atentado a mim ou a qualquer líder mundial sempre vai existir', afirmou o presidente sobre ameaça de grupo de ecoterroristas

Reuters, O Estado de S.Paulo

19 de julho de 2019 | 11h54

BRASÍLIA - O presidente Jair Bolsonaro confirmou na manhã desta sexta-feira, 19, que o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência já tinha conhecimento da investigação sobre um grupo de ecoterroristas que estaria ameaçando matá-lo, como revelou a revista Veja

Ao ser perguntado sobre o caso no final de um café da manhã com jornalistas de agências internacionais, no Palácio do Planalto, Bolsonaro confirmou que havia lido a reportagem naquela manhã. “Eu li e encaminhei, o GSI já tinha conhecimento”, disse.

“O risco de atentado a mim ou a qualquer líder mundial sempre vai existir”, afirmou.

A revista afirmou que teria conversado com um líder de um grupo que se intitula Sociedade Secreta Silvestre, que seria formado por ecoterroristas que fazem ações violentas em defesa do meio ambiente e teriam uma célula no Brasil.

A revista cita um relatório da Polícia Federal em que responsabiliza o grupo pela queima de dois carros do Ibama e ameaças ao ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

Notícias relacionadas
    Tudo o que sabemos sobre:
    Jair Bolsonaro

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.