ERNESTO RODRIGUES/ESTADÃO
ERNESTO RODRIGUES/ESTADÃO

Bolsonaro chega a Brasília para a posse e é recebido por motociclistas

Presidente eleito agradeceu apoio de grupo que foi para a capital federal acompanhar cerimônia de posse na terça-feira

Marianna Holanda, O Estado de S. Paulo

29 de dezembro de 2018 | 19h15

BRASÍLIA - Aos gritos de "mito", o presidente eleito, Jair Bolsonaro, foi recepcionado por um grupo de apoiadores motociclistas ao chegar, cerca das 17h20 deste sábado, 29, na Granja do Torto, uma das residências oficiais da Presidência da República, em Brasília.

O presidente eleito chegou a sair do carro para cumprimentar o grupo e disse: "Valeu, pessoal. Obrigado pela força aí", em meio à confusão de motociclistas que tentavam alcançá-lo. Um dos apoiadores chegou a entregar uma camiseta do grupo para um assessor de Bolsonaro.

O "Cruzada 17” reúne cerca de 150 motociclistas de 12 Estados diferentes. Nesta tarde, segundo seus líderes, 70 já tinham chegado à Brasília para acompanhar a posse do presidente, marcada a próxima terça-feira, 1º. Na Granja, estavam reunidos cerca de 40 motociclistas. 

Alguns carros passaram buzinando em sinal de apoio aos motociclistas, que traziam as faixas "ele sim", "missão cumprida" e "Cruzada 17". Em determinado momento, uma pessoa gritou "ele não" de um carro que passava em frente à Granja. Os apoiadores responderam "tarde demais" e "ele sim".

O líder do grupo, Francisco José Siqueira, de 64 anos, contou que eles se organizaram depois de uma visita de Bolsonaro a Fortaleza, quando vários motociclistas que se definem como "patriotas” foram conhecer o então pré-candidato a presidente e o político pediu que o grupo continuasse com a ajuda durante a campanha eleitoral.

Foi assim que o empresário e oficial do Exército aposentado teve a iniciativa de articular um movimento interestadual de motociclistas para fazer campanha para o deputado federal do PSL.

“Procuramos uma pessoa que defendesse nossos valores: honestidade, combate à corrupção e defesa da família, valores da pátria e nossa dignidade. E isso tudo tava no candidato Bolsonaro”, contou Siqueira. 

Na saída da base aérea de Brasília, o presidente eleito também se deparou com um outdoor em sua homenagem, com o slogan da campanha, "Brasil acima de tudo, Deus acima de todos", acompanhado de uma foto sua e da bandeira do Brasil. No Twitter, publicou um vídeo da propaganda e agradeceu "a receptividade de sempre" dos "amigos de Brasília e do Brasil".

Foi na mesma rede social que horas antes Bolsonaro informou que pretende "garantir a posse de arma de fogo para o cidadão sem antecedentes criminais de bens" por meio de decreto e ainda tornar o registro de arma definitivo - hoje ele precisa ser renovado a cada cinco anos.

O presidente eleito estava no Rio, onde passou o Natal, na ilha de Marambaia, e se encontrou na sexta-feira, 28, com o presidente de Israel, Binyamin Netanyahu, para selar "política de grande parceria". O líder israelense fica no País para a posse do presidente, no dia 1º. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.