Joédson Alves/EFE
Joédson Alves/EFE

Bolsonaro chama nordestinos de ‘pau de arara’ e mostra não saber origem de Padre Cícero

O termo foi usado nesta quinta-feira, 3, durante transmissão ao vivo nas redes sociais após o presidente perguntar aos auxiliares a origem de Padre Cícero

Eduardo Gayer, enviado especial, O Estado de S.Paulo

03 de fevereiro de 2022 | 22h42

PORTO VELHO - O presidente Jair Bolsonaro (PL) chamou assessores nordestinos de “pau de arara”, expressão considerada preconceituosa. O termo foi usado nesta quinta-feira,3, durante transmissão ao vivo nas redes sociais após o presidente perguntar aos auxiliares a origem de Padre Cícero, um antigo vigário de Juazeiro do Norte (CE), reverenciado por nordestinos. 

"Falaram que eu revoguei o luto de Padre Cícero. Lá do Pernambuco, é isso mesmo? Que cidade fica lá? Cheio de pau de arara aqui e não sabem em que cidade fica Padre Cícero, pô? Juazeiro do Norte, parabéns aí. Ceará, desculpa aí”, disse o presidente na live. 

Bolsonaro chegou a anular, na semana passada, 122 antigos decretos de luto pela morte de personalidades brasileiras. Na lista estava Padre Cícero, que morreu em 1934.  Após pressão popular, sobretudo no Nordeste – região onde o governo deve enfrentar mais dificuldade nas eleições de 2022, especialmente na comparação com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) –, Bolsonaro revogou a anulação dos decretos de luto. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.