Adriano Machado/Reuters
Adriano Machado/Reuters

Bolsonaro agradece a Sánchez por atuação no caso do militar da FAB preso com cocaína

No Twitter, Jair Bolsonaro disse ter reafirmado ao presidente espanhol sua defesa por 'punição severa para o tráfico'

Redação, O Estado de S.Paulo

28 de junho de 2019 | 04h46

OSAKA - O presidente Jair Bolsonaro agradeceu nesta sexta-feira, 28, ao presidente da EspanhaPedro Sánchez, pela atuação das autoridades espanholas no caso do segundo-sargento da Aeronáutica detido no aeroporto de Servilha na terça-feira, 25, por transportar drogas na bagagem.

No Twitter, o presidente afirmou ter agradecido a Sánchez durante o primeiro encontro que tiveram no Japão, onde ocorre a reunião de cúpula do G-20. "Aproveitei para agradecê-lo pelo modo como as autoridades espanholas estão lidando com o caso dos entorpecentes apreendidos em avião da FAB", disse Bolsonaro. "Reafirmei minha defesa por punição severa para o tráfico", completou. 

O sargento, de 38 anos, foi preso em flagrante e permanece detido no prédio da Guarda Civil, enquanto que os demais passageiros do avião seguiram a viagem para Tóquio. O avião em que estava o militar é usado como reserva da aeronave presidencial e, portanto, a comitiva da qual o sargento fazia parte não estava no mesmo avião que transportou Bolsonaro de Brasília para para o país asiático na noite de terça-feira, 25.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.