Bolsa Família é política que vem para ficar, diz Aloysio

O senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), candidato a vice na chapa do tucano Aécio Neves, reforçou nesta quarta-feira, 10, a bandeira da candidatura tucana de transformar o Bolsa Família em uma política de governo. "Vejo isso não só como uma política de distribuição de renda. Acho que isso vem pra ficar. Mas não podemos nos contentar com isso. Temos que aumentar emprego, emprego de boa qualidade", disse, durante a série Entrevistas Estadão.

CARLA ARAÚJO E ELIZABETH LOPES, Estadão Conteúdo

10 de setembro de 2014 | 16h56

Aloysio criticou a proposta de renda mínima do senador e candidato à reeleição Eduardo Suplicy. "É um proposta que se baseia na experiência do Alasca. Não tem o menor sentido", disse, ressaltando que o petista "vive disso eleitoralmente".

Questionado sobre os acenos da candidata Marina Silva (PSB) a candidato ao Senado José Serra (PSDB), Aloysio disse que "a primeira coisa seria perguntar ao Serra. Ele, no entanto, afirmou que essa postura da Marina "é esperteza política, não é bom mocismo". "Ela diz: vou chamar os melhores, como se alguém falasse: vou chamar os piores. Não existe isso", afirmou. .

Aloysio aproveitou para defender a candidatura Serra e disse que ele "é um grande legislador, tem vocação para legislar". Questionada se num eventual governo de Aécio, ele acharia melhor Serra ficar no Senado, caso seja eleito, ou assumir um ministério, Aloysio afirmou que "não ia contar com o ovo ainda "no interior da galinha", mas afirmou que Serra "seria um melhor senador do que ministro".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.