Bolsa de Tóquio fecha em alta com iene enfraquecido

As ações na Bolsa de Tóquio fecharam em alta, terminando o pregão no maior nível em 33 meses, desde 27 de abril de 2010, uma vez que o iene continuou seu movimento de queda, ajudando as montadoras como a Toyota Motor e Fuji Heavy Industries. Ao mesmo tempo, resultados corporativos sólidos atraíram lances para o Softbank, Japan Tobacco, e outras empresas. O índice Nikkei avançou 0,5%, para 11.191,34, após um aumento de 0,2% na sessão anterior.

AE, Agência Estado

01 de fevereiro de 2013 | 06h13

O volume se manteve robusto, totalizando 3,7 bilhões de ações negociadas.

Os indicadores industriais da China não afetaram significativamente os mercados de ações do Japão.

As montadoras, sensíveis a variação do iene, fecharam em alta, com a Toyota avançando 3,0% e a Fuji Heavy, controladora da marca Subaru, ganhando 4,1%. A Suzuki Motor obteve alta de 1,7%.

Com a temporada de balanços corporativos a todo vapor, vários nomes individuais reagiram fortemente a resultados publicados na quinta-feira após o fechamento do mercado. O Softbank avançou 5,7%, depois de anunciar um aumento de 23,7% no lucro operacional do terceiro trimestre na comparação anual.

A Japan Tobacco também avançou 4,0% após elevar a sua projeção para o ano fiscal e aumentar a sua distribuição de dividendos anual para 65 ienes, de 60 ienes.

NEC ganhou 8,5% depois que seus resultados do terceiro trimestre superaram as expectativas do mercado, enquanto a Seiko Epson subiu 6,6% puxada para cima pela avaliação positiva por manter sua previsão intacta para o ano fiscal.

A Toshiba caiu 2,7%, depois de anunciar um lucro operacional de 29,3 bilhões de ienes para o terceiro trimestre, um aumento de 238% no ano, mas ainda aquém das expectativas. A Shiseido recuou 7,3% ao apresentar uma acentuada queda de 80% de seu lucro operacional em último trimestre de 2012. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Japãobolsa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.