Agência Estado
Agência Estado

Boletim médico confirma cirurgia de Alencar

Vice trava uma luta contra o câncer há 12 anos; em 25 de janeiro, ele submeteu-se à mais radical intervenção

Carolina Freitas, da AE,

09 de julho de 2009 | 14h02

Boletim médico divulgado às 13h30 pelo Hospital Sírio-Libanês confirmou que o presidente em exercício, José Alencar, será submetido a uma cirurgia para na tarde de hoje. Os médicos Raul Cutait e Ademar Lopes tentarão reverter o quadro de suboclusão intestinal, um tipo de obstrução numa alça do intestino. O boletim informa que, após exames e tratamentos feitos desde nesta quarta-feira, os médicos concluíram que a melhor solução seria a cirurgia.

 

Alencar trava uma luta contra o câncer há 12 anos. Em 25 de janeiro, ele submeteu-se à mais radical intervenção desde que descobriu a enfermidade. Numa operação de alto risco, com duração de 18 horas, os médicos retiraram tumores do abdome.

 

Ele ficou 27 dias internado, nove deles na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Em 12 de maio, exames mostraram a volta de tumores na região abdominal. Alencar resolveu então submeter-se a um tratamento experimental nos Estados Unidos.

 

Esta é a íntegra do boletim divulgado hoje:

 

"O vice-presidente da República, José Alencar, internou-se no dia 8 de julho, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, com quadro de suboclusão intestinal, tendo realizado exames e tratamento conservador até hoje (09/07).

 

Após avaliar a evolução do caso, as equipes que tratam o paciente decidiram que a melhor conduta seria cirúrgica. O vice-Presidente será submetido ao procedimento, na tarde de hoje, e o mesmo será conduzido pelo prof. dr. Raul Cutait e prof. dr. Ademar Lopes.

 

As equipes que assistem ao vice-presidente são coordenadas pelos professores doutores Roberto Kalil Filho, Paulo Hoff e Raul Cutait."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.