Boehringer anuncia entrada na campanha anti-Dengue

O laboratório alemão Boehringer Ingelheim anunciou nesta quarta-feira que está investindo R$ 1 milhão em campanha de marketing do analgésico Anador (dipirona), medicamento que combate os sintomas da dengue - doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. A verba é destinada ao patrocínio de publicidade de utilidade pública veiculada na TV. "O principal objetivo é esclarecer a população sobre medidas de prevenção e formas de proliferação do mosquito", explica a companhia. A campanha está no ar desde o final de janeiro e se estenderá até maio, na Baixada Santista, em todo o Estado do Rio de Janeiro e nas capitais do Nordeste. Folhetos e cartazes com o mote, "Dengue, não crie esse bicho em casa", distribuídos em drogarias, levam informações sobre prevenção aos moradores das regiões atingidas pelos comerciais de tevê. Segundo dados da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a categoria dos analgésicos não-narcóticos é a maior de todas no setor de medicamentos, seguidos dos anti-reumáticos não-esteróides, dos anticoncepcionais e dos tranqüilizantes. Em 2002, os produtos à base de dipirona que mais venderam foram a Neosaldina, com comercialização de 13,556 milhões de unidades, e a Novalgina, com 12,527 milhões. O Anador não aparece na lista dos primeiros mais vendidos da Anvisa. O gerente da linha analgésica do laboratório, Marcos Morra, afirma que a marca não recebeu investimentos quando houve o primeiro surto de dengue, antes de 2000, e acabou perdendo mercado para a concorrência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.