Pedro Amatuzzi/Sigmapress
Pedro Amatuzzi/Sigmapress

BOCA DE URNA: Jonas Donizette é o novo prefeito de Campinas

Levantamento aponta candidato do PSB com 58% dos votos válidos contra 42% do petista Marcio Pochmann

Ricardo Brandt, de O Estado de S. Paulo

28 de outubro de 2012 | 17h36

CAMPINAS - Pesquisa boca de urna realizada pelo Ibope aponta que o candidato Jonas Donizette (PSB) é o novo prefeito eleito de Campinas, terceira maior cidade de São Paulo. O levantamento aponta o socialista com 58% dos votos válidos, contra 42% do adversário, Márcio Pochmann (PT).

O novo prefeito terá como maior missão arrumar a casa, após a maior escândalo de corrupção da história da prefeitura, em 2011, sob a gestão de Hélio de Oliveira Santos (PDT). Dois prefeitos foram cassados, 11 pessoas presas e 28 processados por formação da quadrilha, entre eles a ex-primeira-dama Rosely Santos e o ex-vice-prefeito Demétrio Villagra (PT), por fraudes em contratos, corrupção e desvios de recursos.

Pesquisa Ibope divulgada neste sábado, 27, apontava Jonas com 59% dos votos válidos contra 41% de Pochmann - nome indicado para a disputa pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Foram ouvidas 3 mil pessoas na boca de urna e a margem de erro foi de 2 pontos.

Logo cedo ao votar, Jonas, que disputa a prefeitura pela terceira vez, afirmou que o desafio do novo prefeito será colocar a cidade no cenário nacional pelas suas coisas boas e não pelos escândalos políticos.

Guerra de lideranças. Com uma disputa nacionalizada pelo embate entre o PT e eu PSB aliado ao PSDB, a eleição em Campinas foi uma guerra entre lideranças nacionais dos partidos.

Do lado do PT, estiveram à frente da batalha o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a presidente Dilma Rousseff. Do lado do PSB, o presidente nacional do partido, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o senador Aécio Neves (PSDB-MG), importantes forças na disputa eleitoral de 2014.

O candidato do PSB deve ser pronunciar por volta das 19h30. A expectativa do juiz eleitoral de Campinas, Nelson Augusto Bernardes, é de que antes das 20h todas as urnas já tenham sido contabilizadas. Terceiro maior colégio eleitoral de São Paulo, Campinas tem 758 mil eleitores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.