BNDES nega favoritismo a prefeituras do PT

O presidente do BNDES, Carlos Lessa, disse hoje que ele nunca recebeu nenhuma reclamação de prefeitos de partido fora da base aliada do governo sobre suposta exclusão de financiamentos do banco estatal de fomento. Lessa fez a afirmação ao comentar reportagens publicadas em jornais paulistas neste final de semana, que chamaram a atenção para a concentração que estaria ocorrendo na liberação de recursos do banco para prefeituras do PT ou administradas por partidos da base aliada. Lessa disse que os projetos ao setor público são autorizados pelo Tesouro Nacional "e há seriedade nesse processo". Sobre a liberação de recursos para a prefeitura de São Paulo, citada nas reportagens, Lessa afirmou que o financiamento refere-se à administração de Celso Pitta, no momento de renegociação da dívida de São Paulo no governo Fernando Henrique Cardoso.Amanhã, às 14h30m o diretor da área social do BNDES, Márcio Henrique de Castro, vai conceder entrevista coletiva para detalhar as liberações de recursos do BNDES para prefeituras e estados. Lessa concedeu entrevista após participar da abertura de seminário internacional sobre design na sede do banco, no Rio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.