BNDES estuda leiloar ações da Eletropaulo

O BNDES já tem pronto o desenho de um leilão de venda das ações da Eletropaulo que foram dadas à instituição como garantia de um empréstimo não pago pela norte-americana AES, controladora da companhia de eletricidade de São Paulo. O banco não confirma oficialmente a estratégia, mas fonte ligada a operação revela que o BNDES já iniciou negociação com a bolsa de São Paulo para realizar um leilão no pregão paulista.Juridicamente, o BNDES já pode leiloar as ações da Eletropaulo a partir de maio, visto que pelo contrato firmado entre o BNDES e a AES não seria necessário aval da Justiça para a execução de garantias pela Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia (CBLC) na bolsa.Segundo fonte, a intenção do BNDES é apressar um desfecho para o caso, pois o calote da companhia norte-americana atrapalha o financiamento de novos projetos do banco no Brasil. O orçamento da instituição é baseado pelo patrimônio de referência (PR) em relação a 2002. A dívida da AES com o BNDES é de cerca de US$ 1,2 bilhão. A fonte disse que no final de abril vence o prazo de 90 dias de atraso e partir daí, a AES pode ser considerada inadimplente e suas garantias podem ser exercidas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.