BNDES diz que não financiou obra na Venezuela

A assessoria de comunicação do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) afirmou ontem, em nota enviada ao Estado, que a obra da ponte sobre o rio Orinoco, na Venezuela, não contou com financiamento da instituição, conforme diz um telegrama enviado pela embaixada dos EUA ao Departamento de Estado norte-americano em 7 de dezembro de 2006.

O Estado de S.Paulo

23 de julho de 2015 | 02h03

"A ponte foi construída pela empresa de construção brasileira Odebrecht e financiada pelo banco de desenvolvimento do Brasil, BNDES", diz o telegrama.

Conforme revelou o Estado em sua edição de ontem, a diplomacia americana monitorou os negócios da empreiteira brasileira no exterior. Na Venezuela, os americanos examinaram a relação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com a Odebrecht e com o governo de Hugo Chávez. Segundo os EUA, há indícios de irregularidades na obra.

Tudo o que sabemos sobre:
O Estado de S. Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.