Geraldo Magela|Agência Senado
Geraldo Magela|Agência Senado

Blairo Maggi se filia ao PP

O parlamentar ingressou na legenda para viabilizar sua indicação para o comando do Ministério da Agricultura no futuro governo Temer na cota de sua nova sigla; ele era filiado ao PR

Igor Gadelha , O Estado de S. Paulo

11 de maio de 2016 | 16h53

BRASÍLIA - Em ato prestigiado pelas bancadas da Câmara e do Senado, o senador Blairo Maggi (MT) se filiou na tarde desta quarta-feira ao PP. O parlamentar ingressou na legenda para viabilizar sua indicação para o comando do Ministério da Agricultura no futuro governo de Michel Temer na cota de sua nova sigla. Até então, ele era filiado ao PR. 

O suplente de Maggi no Senado, Cidinho Santos, também deixou o PR se filiou ao PP na tarde desta quarta-feira. Dessa forma, mesmo com a licença de Blairo Maggi, a bancada do partido no Senado Federal aumentará para ter sete senadores. Atualmente, a bancada da Câmara tem 47 deputados em exercício 

Maggi vinha negociando sua filiação ao PP desde a semana passada, após ser convidado pelo presidente nacional do partido, senador Ciro Nogueira (PI). Além da indicação para Agricultura, o dirigente também vislumbra que o futuro ministro possa ser o candidato do PP para as eleições presidenciais de 2018. 

"Esse é um dia marcante para nosso partido. (...) Você é uma grande referência do agronegócio e traz de volta para nossa a grande bandeira do agronegócio do nosso partido", afirmou Ciro Nogueira em discurso. O dirigente contou que há um ano tentava trazer o senador para o partido. Agrônomo de formação, Blairo Maggi tem forte atuação no agronegócio. Ele é dono de várias empresas ligadas ao setor, fato que o levou a ser conhecido como o "rei da soja". O senador tem 59 anos e, apesar de ser representante do Mato Grosso, Estado do qual já foi governador, nasceu em Torres (RS).

Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.