Blair defende ampla negociação entre UE e Mercosul

O primeiro ministro britânico, Tony Blair, disse que chegou a hora de mudanças na política agrícola na União Européia. Falando especificamente da Inglaterra, admitiu que a política praticada atualmente tem provocado distorções. Segundo ele, nas negociações entre Mercosul e União européia existem também dificuldades a serem superadas e defendeu que as negociações entre os dois blocos sejam amplas, incluindo as questões agrícolas. Blair disse que já foi um passo muito importante a oferta que a União Européia fez ao Mercosul, principalmente na área de produtos industrializados e agrícola. Segundo Tony Blair, essas negociações, ao final, trarão vantagens ao consumidor e à indústria.O primeiro-ministro do Reino Unido disse esperar que, na tentativa de lançamento de uma nova rodada de comércio mundial, União Européia e Brasil consigam avançar nas discussões sobre as mudanças na política de subsídios ao setor agrícola, concedido hoje na europa. Segundo Blair, nos últimos anos, a agricultura na europa vem sendo fortemente subsidiada e ele espera que nas discussões sobre uma nova rodada de comércio mundial, essa política possa ser aterada. Segundo ele, uma alteração na política de subsídio trará benefícios tanto ao Brasil quanto à própria União Europeia. "Espero que nessas discussões possamos quebrar algumas das barreiras que impedem o acesso do Brasil aos mercados europeus", disse Blair. Ele também felicitou o presidente Fernando Henrique Cardoso pela "coragem e determinação" em implementar uma série de mudanças no Brasil que vêm permitindo o desenvolvimento brasileiro. Segundo ele, a administração de Fernando Henrique Cardoso é hoje uma das mais respeitadas no mundo. Blair também afirmou que espera que essa seja a primeira de uma série de visitas do primeiro-ministro britânico ao País. Ele afirmou que nas discussões de hoje cedo no Palácio do Planalto foram abordados temas como as mudanças que vêm sendo feitas nas áreas de educação e saúde no Brasil e também sobre os pontos de vista em comum dos dois líderes em relação à questões de comércio mundial. Blair disse esperar que, em outubro, o Mercosul dê suas respostas às ofertas feitas pela União Europeia em relação ao comércio dos dois blocos e que desenvolva o mais rápido posível um acordo comercial entre os dois blocos.CúpulaTony Blair, afirmou que considera crucial para o desenvolvimento do comércio internacional uma reunião de cúpula, em Barcelona, em março de 2002, porque, a seu ver, a economia mundial passa por um momento de "ou vai ou racha". Ele defendeu que os países intensifiquem o comércio tanto dentro dos blocos comerciais como fora deles, para viabilizar o desenvolvimento econômico principalmente dos países pobres. Blair defendeu também uma discussão intensa para desmantelar barreiras do setor agrícola entre os países. A respeito de sua visita à Embraer, apesar de estar envolvida em disputa de mercado com a canadense Bombardier, Tony Blair disse: "As disputas acontecem, mas não podemos permitir que fiquem no caminho das nossas relações com o Brasil".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.