Bivar terá de corrigir contas de campanha à Presidência

O empresário e ex-candidato à Presidência da República Luciano Bivar (PSL) terá de retificar a prestação de contas apresentada por ele à Justiça Eleitoral em outubro do ano passado. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Bivar terá um prazo de 72 horas, a partir da publicação da decisão, para fazer as correções.O pedido do TSE foi baseado nas informações da Coordenadoria de Exame das Contas Eleitorais e Partidárias (Coepa), que havia recomendado que o candidato apresentasse novas contas. De acordo com a Coepa, entre as irregularidades, estão dois recibos de doação de campanha com valores em branco e um terceiro, no valor de R$ 1.626,80, sem documentação fiscal. Faltam ainda informações que permitam identificar uma série de fornecedores e doadores.O TSE recomenda ainda que Bivar apresente um extrato bancário referente ao período entre 29 de setembro e 31 de outubro de 2006. De acordo com o tribunal, o documento permitirá a conclusão da análise e a comprovação das despesas supostamente decorrentes do pagamento de tarifas bancárias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.