Bispo Rodrigues nega participação do PL no mensalão

O ex-deputado federal Carlos Rodrigues, também conhecido como Bispo Rodrigues, negou hoje, em depoimento no processo do Supremo Tribunal Federal sobre o mensalão, que o Partido Liberal (PL) tenha recebido dinheiro para apoiar o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo ele, o apoio ao presidente foi natural porque durante os oito anos do governo Fernando Henrique Cardoso, o PL e o PT votaram juntos na oposição. Porém, o ex-deputado admitiu ter recebido R$ 150 mil do PT para pagamento de dívidas de campanha que fez no Rio de Janeiro no segundo turno das eleições de 2002, quando apoiou o presidente Lula. "Nunca imaginei que o dinheiro que vinha do PT era de origem nebulosa, o PT era acima de qualquer suspeita, era quase um guardião da ética", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.