Bispo Gê, da Renascer, toma posse no lugar de Feldman

O suplente do deputado federal Walter Feldman (PSDB), Geraldo Tenuta (PFL-SP), conhecido por Bispo Gê, tomou posse nesta quinta-feira na Câmara. Acusado de ter nomeado familiares dos fundadores da Igreja Renascer - Estevam e Sonia Hernandes - como funcionários fantasmas da Assembléia Legislativa de São Paulo, o bispo assumiu o mandato no lugar de Feldman, que deixou o cargo para ser o secretário municipal de Esportes, em São Paulo. A Promotoria de Justiça e Cidadania de São Paulo abriu inquérito para apurar as nomeações. Ao assumir, o deputado negou que os familiares dos fundadores da Igreja Renascer fossem funcionários fantasmas. "São pessoas que pertencem ao meu meio político desde 2002 e não eram fantasmas. Se tem gente que trabalha, somos nós", disse o deputado, que é bispo da Igreja Renascer. O deputado disse que ainda não definiu a composição do gabinete que assumirá na Câmara. Ele disse que não espera resistências ao seu nome na Casa por causa das acusações. "Muitos dos meus colegas conhecem o meu trabalho na Assembléia Legislativa de São Paulo", afirmou. O deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), que também foi deputado estadual em São Paulo, foi um dos deputados que primeiro foram cumprimentar Bispo Gê, assim que ele assumiu o mandato no plenário da Câmara na sessão desta tarde.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.