Bispo brinca com Lula sobre ministério

O bispo Dom Mauro Morelli declarou que estava brincando quando disse ao presidente de honra do PT, Luís Inácio Lula da Silva, que aceitaria um cargo político para combater a fome. "Quando você (Lula) me ofereceu outro dia ser ministro da Fome, muito obrigado. Mas eu prefiro ser do Planejamento. Se você topar assim, estou no páreo", brincou. Para ele, não é necessário criar um ministério extraordinário para cuidar do tema, conforme prevê o Projeto Fome Zero, do Instituto Cidadania e da Fundação Djalma Guimarães. Segundo o bispo, uma secretaria de Planejamento da presidência, com ramificações em vários ministérios, seria suficiente para sanar o problema. Perguntado por jornalistas se o convite de Lula era real, ele disse: "Foi uma brincadeira do Lula. Mas como dizia um professor meu, toda brincadeira tem um fundo de verdade". O bispo ressaltou que é de extrema importância levar o projeto adiante, independente de qualquer que seja o partido do governo. "O problema da fome não é divino, é político". Dom Mauro deu as declarações durante o seminário "Política de Combate à Fome", que está sendo realizado neste momento no Sindicato dos Bancários de São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.