Biscaia é nomeado secretário nacional de Segurança Pública

Ex-deputado petista sai da Secretaria Nacional de Justiça e entra no lugar de Luiz Fernando Corrêa, agora na PF

Neri Vitor Eich, do Estadão,

06 de setembro de 2007 | 12h32

O ex-deputado petista Antonio Carlos Biscaia foi nomeado nesta quinta-feira, 6, para assumir a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) do Ministério da Justiça. Na segunda-feira, 3, ele já havia confirmado o convite para exercer o cargo, feito pelo ministro da Justiça, Tarso Genro. Por ter assumido o cargo, Biscaia foi exonerado do cargo de secretário Nacional de Justiça.  Nesta quinta, o ministério da Justiça afirmou que Tarso vai dar posse a Biscaia na próxima segunda-feira, 10, às 16 horas. Também na segunda, Romeu Tuma Júnior assume o cargo que era de Biscaia. As mudanças foram assinadas pela ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff. Biscaia vai substituir o delegado Luiz Fernando Corrêa, empossado no lugar do delegado Paulo Lacerda na direção geral da Política Federal. Biscaia foi convidado para o cargo pelo ministro da Justiça, Tarso Genro, e Lacerda assumiu o comando da Agência Brasileira de Inteligência (Abin).  Também na segunda, Biscaia afirmou que sua prioridade na pasta será o Programa Nacional de Segurança com Cidadania (Pronasci), lançado em julho pelo Ministério da Justiça.  Oposição  A indicação de Biscaia não foi bem recebida por alguns órgãos da área de segurança pública. Por meio de nota, as Associações dos Delegados de Polícia do Brasil (Adepol) e sua filial de São Paulo (Adepesp) repudiam a indicação do ex-deputado para o cargo. As duas entidades consideram a escolha de Biscaia para o comando da Secretaria Nacional de Segurança Pública "um desserviço", uma vez que ele não é da área. "É preciso que o setor seja dirigido por um profissional de segurança, o momento é delicado", criticou o presidente da Adepol, Carlos Eduardo Benito Jorge.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.