Bingos acendem os luminosos e preparam reabertura

Depois de muito tempo apagados, os luminosos do Bingo Angélica, em Higienópolis, voltaram a brilhar ontem à noite, poucas horas depois da derrubada da medida provisória que proibia os jogos. A casa ainda estava fechada, mas os letreiros frontais acesos podiam ser interpretados como uma comemoração da derrubada da MP ou um aviso sobre a iminente volta às atividades. À entrada, dois seguranças informavam que os salões estavam sendo arrumados para a reabertura. No imponente Bingo Imperador, na Avenida Sumaré, os luminosos também foram acesos. O portão de ferro da entrada estava trancado a cadeado, mas pela porta da sala de caça-níqueis, no térreo, era possível ver que as máquinas já estavam ligadas, embora ainda sem apostadores. Já o Bingo Metrópole, no Centro, estava fervendo. Quase todas os 300 caça-níqueis estavam ocupados, e o entra-e-sai era constante. A casa conseguiu liminar na Justiça há 15 dias e desde então o movimento triplicou, informou um segurança. Os clientes comemoraram a queda da MP que fechou os bingos. "Temos de comemorar, sim, porque só joga quem quer", disse a supervisora de lojas, Valéria Ciccone, de 49 anos. Ela afirmou que vai ao Metrópole porque é o único que encontrava aberto. "Senão ia a outros também." Valéria disse que nunca perdeu muito dinheiro. "Cada um sabe o seu limite." Para a comerciante Alice, que é deficiente física, o bingo "é uma terapia". "Gosto de sentar na mesa com uma cartelinha e esquecer os problemas", disse. A doméstica Selsina Ramos, de 49 anos, também aprovou a reabertura dos bingos. "É uma diversão para as pessoas", define. Em Campinas, tão logo chegou a notícia da derrubada da MP dos Bingos as casas da região começaram a preparar a reabertura. No Bingo Esplanada, um funcionário informou que os 80 empregados demitidos em fevereiro estão sendo rapidamente chamados para reassumir seus postos. Um funcionário informou que a casa vai reiniciar as atividades no sábado de manhã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.