Bill Gates quer parceria com Brasil para ajudar a África

Bilionário americano disse a Celso Amorim que pode pode usar a experiência do Brasil em áreas como saúde e agricultura.

Alessandra Corrêa, BBC

22 de setembro de 2010 | 17h33

O bilionário e filantropo americano Bill Gates disse nesta quarta-feira que sua fundação de caridade pode usar a experiência do Brasil em áreas como saúde e agricultura para projetos de ajuda a países pobres, principalmente na África.

A possibilidade de uma parceria do Brasil com a Fundação Bill & Melinda Gates foi discutida em um encontro com o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, em Nova York, onde ocorre a Assembleia Geral das Nações Unidas.

"Discutimos algumas das necessidades dos pobres e algumas das inovações ocorridas no Brasil, tanto em saúde como em agricultura", disse Gates.

"E discutimos como nossa fundação pode trabalhar com o Brasil para que essa experiência seja mais útil, principalmente focada em algumas das necessidades na África", afirmou.

Vacinas

Segundo Gates, ainda não há definição sobre quais países receberiam a ajuda.

"Mas em vacinas e agricultura, as maiores necessidades estão na África", afirmou.

O bilionário disse que projetos desenvolvidos no Brasil, envolvendo doenças como a tuberculose, poderiam influenciar ações em outros países.

Segundo o ministro Amorim, o Brasil tem condições de manter uma boa parceria com a organização de Gates.

"A fundação persegue muitos objetivos que nós perseguimos", disse Amorim, destacando que um objetivo em comum "é a melhoria de vida em países mais pobres".

"E eles percebem no Brasil um parceiro importante. Não tanto pelos recursos. Mas sobretudo pela capacidade técnica que nós desenvolvemos, tanto na Embrapa, quanto na Fiocruz, no Instituto Butantã", afirmou o ministro.

Amorim disse que o Brasil pode contribuir não apenas com tecnologia.

"Também a maneira de levar um serviço à população. Por exemplo, o caso da vacinação, como o Brasil desenvolveu campanhas de vacinação em massa, como isso é feito no Brasil", disse o ministro.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
áfricabill gatesajudaamorimproposta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.