"Bico calado", responde Dirceu sobre caso Waldomiro

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegou, com duas horas e 30 minutos de atraso, ao bairro Guamá,para inaugurar a primeira etapa do projeto de urbanização da bacia Tucunduba, que abrangerá cinco bairros da capital paraense.Ele chegou acompanhado do presidente da Câmara, deputado João Paulo Cunha (PT-SP), e dos ministros José Dirceu (CasaCivil), Marina Silva (Meio Ambiente), Ricardo Berzoini (Trabalho), Celso Amorim (Relações Exteriores) e Ciro Gomes (IntegraçãoNacional). Ao visitar parte da área que ainda não foi atendida pelo projeto, Lula foi aplaudido pelos populares que o aguardavam. José Dirceu, demonstrando bom humor, distribuiu autógrafos, mas evitou comentar a crise desencadeada com a denúncia de envolvimento do ex-funcionário do Planalto em cobrança de propinas. "Bico calado", disse Dirceu rindo, diante da insistência derepórteres. Dirceu decidiu de última hora acompanhar o presidente, para conversar com ele durante a viagem de Brasília a Belém.O atraso na chegada da comitiva ao bairro do Guamá ocorreu, primeiro, porque o vôo do presidente chegou com atraso a Beléme, segundo, porque um dos motores da lancha da Capitania dos Portos que levou a comitiva presidencial num trecho do percursoda Base Aérea até o Guamá - da Base Naval até a Universidade Federal do Pará - apresentou problemas mecânicos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.