Bezerra: "Não sou nenhum bandido"

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, aproveitou sua entrevista sobre as irregularidades na Sudam para fazer um desabafo. Em referência à grande quantidade de denúncias envolvendo órgãos do seu ministério, Fernando Bezerra disse: "Já estou ficando cansado de tudo isso. Estou dando minha contribuição ao País. Eu não sou nenhum bandido?, afirmou, prosseguindo: ?Vou continuar enquanto tiver o apoio do presidente (Fernando Henrique Cardoso), e sei que vou continuar tendo." Bezerra repetiu uma frase dita recentemente pelo próprio presidente da República em rede nacional de rádio e televisão: "Eu não sou o lixo, sou o lixeiro". Ele afirmou que a reportagem deste fim de semana da revista "Veja", sobre irregularidades em sua pasta, era incorreta, e que ele próprio determinou que uma força-tarefa do ministério investigasse a fundo todas as denúncias.Integrantes do grupo de trabalho, incluindo o interventor na Sudam, José Diogo Cirilo, estavam presentes à entrevista do ministro da Integração Nacional e reforçaram suas declarações. O ministro reclamou da reportagem de ?Veja? porque, no entender dele, o texto não lhe faz nenhuma acusação direta, mas oferece "ilações", "o que é muito pior do que ser acusado, porque se estivesse sendo acusado, eu poderia me defender. Querem que eu me nivele com esse corja que está aí, não acusam, fazem ilações".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.