Bezerra diz que apoiará processo contra Jader

O presidente da Comissão de Orçamento, senador Carlos Bezerra (PMDB-MT), defendeu nesta quinta-feira abertura de processo de cassação do mandato do senador Jader Barbalho (PMDB-PA), caso fique comprovado que houve quebra de decoro parlamentar.O senador, que está no interior de Mato Grosso, informou através de sua assessoria de imprensa, que até o momento não há provas que possam levar Jader à perda do mandato na Comissão de Ética e Decoro Parlamentar.Carlos Bezerra disse que independente de quem seja o acusado, é favorável ao julgamento e perda do mandato.No entanto, esclareceu a assessoria, até o momento não há provas de que o presidente do Senado possa ser acusado de quebra de decoro parlamentar.Segundo a assessoria, o senador Carlos Bezerra deve manifestar-se de forma idêntica à que assumiu nos processos dos ex-senadores Antônio Carlos Magalhães e José Roberto Arruda.O senador Jader Barbalho e seus familiares são acusados de ter desviado US$ 10 milhões do Banpará no início dos anos 90. O presidente do Senado também é acusado de se ter beneficiado de uma operação fraudulenta com TDAs (Títulos da Dívida Agrária), em 1988, numa operação de desapropriação da fazenda Paraíso, no Pará.Barbalho, que tem um patrimônio avaliado em R$ 30 milhões, foi o responsável pelas nomeações de José Artur Guedes Tourinho e Maurício Vasconcelos, ex-superintendentes da Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam) demitidos por suspeita de irregularidades.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.