Berzoini: ''''Todo mundo adorou''''

''''Todo mundo adorou'''', nas palavras do presidente nacional do PT, deputado Ricardo Berzoini (SP), o tom do discurso do presidente Lula exortando os petistas a não terem vergonha de defender os companheiros que são processados no Supremo Tribunal Federal (STF). Ele disse ter conversado com vários companheiros após o pronunciamento e todos gostaram da defesa ''''do partido e do governo'''' feita pelo presidente. Segundo Berzoini, Lula afirmou que a legenda tem todas as condições - ''''éticas, morais, administrativas e políticas'''' - para ''''continuar liderando o processo de mudanças no Brasil''''. Ele elogiou o pedido velado de Lula para que petistas se solidarizem com os acusados. Berzoini descartou, contudo, a realização de ''''ato de desagravo'''' aos companheiros que viraram réus. ''''Não devemos concentrar a ação do partido nesse assunto.''''Segundo o ministro da Justiça, Tarso Genro, Lula não deu determinação aos companheiros para que se solidarizem aos petistas processados. ''''O que o presidente falou é que as pessoas não podem ser declaradas culpadas antes que o processo judicial termine.''''

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.