Berzoini diz que, se dependesse dele, reforma seria maior

O ministro da Previdência, Ricardo Berzoini, disse hoje que, se dependesse só da vontade dele, a reforma no setor seria ainda maior do que a proposta do governo Luiz Inácio Lula da Silva. "Muitos dizem que esta reforma é forte. Se dependesse só da minha vontade, a reforma seria ainda mais", afirmou Berzoini em palestra XV Fórum Nacional, que se realiza hoje no BNDES. Ele disse também que a reforma é amena diante do que revelam os números da Previdência. Berzoini, ao iniciar a apresentação, afirmou que a reforma não resolve todos os problemas do País, mas é um dos elementos necessários para que isso aconteça, pois é importante para a retomada de crescimento e abre caminho para a redução dos juros e para corrigir a situação no sistema previdenciário do serviço público, que ele considerou como "concentrador, absolutamente inviável e desequilibrado".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.