Berzoini desqualifica relatório de deputado tucano

O presidente do PT, Ricardo Berzoini (SP), minimizou na quarta-feira a notícia de que o deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP) entregou um relatório à Procuradoria-Geral da República, que conteria indícios de sua participação na tentativa de compra do dossiê Vedoin.Berzoini disse se tratar de material "100% requentado", que evidenciaria uma estratégia do deputado tucano para tentar reacender denúncias já investigadas. "O que existe aí é um desejo de buscar um ponto de apoio quando não se tem nenhum discurso para o País", afirmou.Sampaio, que foi sub-relator da CPI dos Sanguessugas, entregou na terça-feira sete relatórios com cruzamentos de telefonemas dos investigados por envolvimento no escândalo. No relatório final do caso, Berzoini foi apenas citado pelo delegado da Polícia Federal, Diógenes Curado Filho.Ao apontar a suposta participação de Berzoini, Sampaio também envolve o ex-segurança do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Freud Godoy, dono da empresa Caso Sistemas de Segurança. Segundo ele, a análise de chamadas de envolvidos para Berzoini e das atribuídas ao petista para a Caso evidenciariam "a provável participação do deputado até mesmo na aquisição de recursos" para a compra do dossiê.

Agencia Estado,

11 de janeiro de 2007 | 09h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.