Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Berzoini culpa FHC pelo alto índice de desemprego

O governo Lulaassumiu o País com a "economia desorganizada e o desemprego muito alto". Essa foi uma das justificativas para os atuais níveisrecordes de desemprego usadas pelo ministro do Trabalho, Ricardo Berzoini, na sua participação no programa TV CUT, daCentral Única dos Trabalhadores (CUT), que vai ao ar amanhã, às 15h15 pela RedeTV!.No programa, Berzoini debate com o presidente da CUT, Luiz Marinho, políticas para a geração de emprego como a criação defrentes de trabalho emergenciais, defendidas pela central. Segundo o ministro, o governo estuda a integração de programasemergenciais de emprego com políticas sociais, em especial de habitação popular e de saneamento básico.Um dos projetos em análise pelo governo, de acordo com o ministro, será o de utilizar recursos do FGTS com subsídios àconstrução de moradias e, nesse programa, os futuros proprietários dos imóveis participarão da construção das moradias.O ministro também debate no programa questões como o salário mínimo e o salário dos servidores, o crescimento econômico eo nível de desemprego atual do País e redução da jornada de trabalho, a ser discutida dentro da reforma da legislação do trabalhono Fórum Nacional do Trabalho (FNT).A produção do TV CUT também submeteu o ministro à críticas de desempregados em gravações feitas nas ruas do Centro deSão Paulo, onde há grande concentrações nas portas das agências de empregos. Berzoini manteve o tom sereno, sem mostrarirritação com as críticas, mas insistiu que o governo Lula já assumiu a administração federal com índices recordes dedesemprego, mas que a gestão petista já dá sinais de geração de empregos, especialmente no meio rural, com o crescimento doagronegócio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.